Reforçar o seu sistema imunitário naturalmente? Veja como AQUI.

No contexto de pandemia, de inverno e até de confinamento, é muito importante não descurar a sua saúde e o seu sistema imunitário. E essa atenção especial começa por evitar correntes de ar, agasalhar-se bem, beber muitos líquidos e comer frutas e legumes ricos em vitaminas, mas não só!

  • Há diversos fatores que influenciam a resposta imunitária:
    – Genéticos;
    – Metabólicos;
    – Anatómicos e Fisiológicos;
    – Ambientais;
    – Nutricionais;
    – Idade;
    – Horas de Sono;
    – Atividade física.

Então como reforçar o seu sistema imunitário? 

  • Vitamina C (Ácido ascórbico)
    Promove o aumento da produção de glóbulos brancos e anticorpos que, por consequência, têm um efeito direto sobre as bactérias e vírus aumentando a nossa resistência às infecções.
    Fontes: Agrião, caju, espinafre, melão, citrinos como o kiwi, o limão, a laranja e o abacaxi, as couves, os brócolos, os tomates e o pimento vermelho.
  • Vitamina A (Retinol e Betacaroteno)
    Os carotenóides como o betacaroteno auxiliam no aumento da produção do número de glóbulos brancos, além de serem poderosos antioxidantes estando frequentemente envolvidos na diminuição do risco de doença cardiovascular. No organismo, o betacaroteno converte-se em vitamina A, sendo esta a forma mais correcta de ingerir a vitamina pois o seu excesso pode ser tóxico. Após metabolizada apresenta propriedades anti-inflamatórias, anticancerígenas e reforçam todo o sistema imunitário.
    Fontes: Cenoura, abóbora, espinafre cozido, melão, brócolos, manga, espargo, pêssego, beterraba, alho, alho francês, lentilha, melancia, banana, gema de ovo, damasco, cereja.
  • Selénio e Zinco
    O Selénio e o Zinco são minerais antioxidantes por natureza, imuno-estimulantes, desintoxicantes e anti-inflamatórios. Estes minerais estão associados ao aumento da produção de glóbulos brancos.
    Fontes: Alho, cebola, milho,espinafres, cereais integrais como a aveia e a quinoa, cogumelos, sementes de girassol, levedura de cerveja, castanha do pará, ovos,alho, coentro, gengibre e salsa.
  • Vitamina D (Ergocalciferol, Colecalciferol)
    Tem um papel de destaque na manutenção do tecido ósseo, no apoio a nível da saúde mental e no reforço do sistema imunitário.
    desempenha um papel chave na modulação da resposta imune inata e adaptativa. Uma deficiência de vitamina D está associada ao aumento da autoimunidade, bem como uma maior susceptibilidade a infecção.

E que alimentos são mais eficazes para fortalecer o sistema imunológico?

  1. Laranja, cenoura, limão, melão, toranja, kiwi e morango são fontes alimentares da vitamina C, que tem propriedades antioxidantes, ou seja, evitam a oxidação das células do sistema imunológico.
  2. Amêndoas, ovos, nozes, leguminosas são alimentos que possuem zinco, que age no funcionamento de diferentes enzimas, que actuam na resposta imune, aumentando a capacidade das células de defesa no combate às bactérias.
  3. A cebola possui quercetina que potencializa a função imune prevenindo doenças virais e alérgicas.
  4. Os Cogumelos: são fontes de lentinana, um nutriente que tem como função aumentar as células de defesa. Rico em aminoácidos, vitaminas B, sais minerais, sitosterol e ergosterol. Aumenta a produção de Interferão e consequentemente a resistência viral, contra os tumores, bactérias e fungos.
  5. Peixes, castanha do Pará, algas e caju são fontes das famosas gorduras ômega 3 e ômega 6 que melhoram a resposta imunológica quando associadas a uma alimentação equilibrada.

Quais as plantas medicinais, as nossas aliadas no Inverno?

  1. Echinacea angulifolia (Equinácea). A Equinácea é uma planta conhecida pelas suas capacidades terapêuticas de estimular o sistema imunitário para prevenir e combater, essencialmente, infeções respiratórias.
    Há centenas de trabalhos científicos que comprovam os efeitos da Equinácea no reforço do sistema imunitário. Os trabalhos clínicos comprovam a acção desta planta, em situações como constipações, gripes, doenças respiratórias e do trato urinário.
  2. Allium sativum (Alho). O Alho é um alimento imuno-estimulante por natureza.
    Uma investigação publicada no Journal of Immunology Research mostra que os estudos anteriores, avaliados efectivamente, comprovam que o alho fortalece o sistema imunitário através da estimulação de certas células. O seu principio activo, a alicina ajuda a combater infecções e bactérias. Além disso, o alho tem vitaminas C e B6 juntamente com os minerais selénio e manganésio que ajudam a estimular o sistema imunitário.
  3. Curcuma Longa (Açafrão da Índia). A curcuma possui propriedades antioxidantes que neutralizam os radicais livres e ajudam o sistema imunitário a funcionar adequadamente. A curcumina influencia as vias da inflamação, atuando em mediadores inflamatórios com o TNF-alfa. Existem inúmeros estudos que demonstram diminuição da inflamação e consequente benefício, em casos como na inflamação de vias respiratórias, modulação da inflamação no tecido adiposo. A curcuma tem interesse também na recuperação hepática e no alívio de dores de estômago.
  4. Zingiber officinale (Gengibre). Tem ação bactericida, anti-viral é desintoxicante e ainda melhora o desempenho do sistema digestivo, respiratório e circulatório. O gengibre apresenta uma substância chamada gingerol, dotada de propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias que protegem o organismo de bactérias e fungos. O gingerol é responsável pelo sabor picante do gengibre. As propriedades terapêuticas do gengibre se devem à ação conjunta de várias substâncias, principalmente encontradas no óleo essencial do gengibre, rico nos componentes medicinais cafeno, felandreno, zingibereno e zingerona.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *